O fato de um comércio ser tradicional não significa que ele é incapaz de inovar. A Lojas Bonanza é a prova real de que essa afirmação é verdadeira. Com mais de 30 anos de tradição na venda de brinquedos em pontos físicos, o negócio conquistou uma guinada nas vendas apostando no potencial da internet. E o Olist teve um papel decisivo neste processo, garantindo o acesso a grandes redes varejistas como B2W, Cnova e Walmart. Em apenas 3 meses os pedidos da loja saltaram 528%.

Para contar essa história, o blog Universo Marketplace compartilha o depoimento de Evandro Moreau Vicentin, um dos sócios do negócio. Acompanhe!

Da loja tradicional para a internet

A Lojas Bonanza foi fundada há mais de 30 anos na pequena cidade de Tietê (SP), distante 150 quilômetros de São Paulo. O pai de Evandro começou o negócio vendendo roupas, mas logo migrou para o comércio de brinquedos.

Com toda a família envolvida na atividade e uma gestão profissional ao longo deste tempo, o comércio cresceu, chegando a contar com três lojas físicas simultaneamente. Mas, com a piora da economia brasileira nos últimos anos, manter essa estrutura se tornou inviável, e dois pontos de venda foram fechados.

“A loja física gera custos elevados e exige muito do lojista. Mantivemos apenas um ponto de venda devido à tradição e também como uma válvula de escape para o comércio online”, revela o empreendedor.

Aproveitando a experiência no segmento de brinquedos, Evandro e o irmão decidiram apostar no potencial da internet para manter a Lojas Bonanza competitiva. O primeiro passo foi criar uma conta no Mercado Livre, há pouco mais de um ano. Eles já fecharam mais de 20 mil vendas apostando nesse canal de venda.

Do Mercado Livre para as grandes redes varejistas

O bom desempenho inicial serviu de inspiração para ampliar ainda mais a presença no comércio eletrônico. A dupla de irmãos alugou um barracão e reforçou o estoque de produtos. Depois, ambos saíram em busca de outros canais de venda, descobrindo os marketplaces e, consequentemente, o Olist. “Começamos a discutir um contrato com a Cnova e pouco tempo depois conhecemos o Olist. Decidimos apostar nos dois canais de venda ao mesmo tempo”, detalha Evandro.

Experiência no Olist: salto nas vendas em apenas 3 meses

Embora atue em três canais de venda simultâneos, Evandro vê benefícios na operação feita via Olist. “O sistema é vantajoso por garantir a integração aos maiores marketplaces de uma só vez”, pontua. Ele também aponta vantagens em relação ao contrato direto no aspecto das entregas. “A logística é mais fácil, já que é possível emitir as etiquetas de postagem direto da plataforma”, acrescenta.

A primeira venda via Olist foi fechada no dia 15 de abril de 2016 e desde então os números não param de crescer. Em apenas três meses o número de pedidos saltou 528%. “É um crescimento rápido e considerável para este segmento. Podemos multiplicar por dez essas vendas ao cadastrar mais produtos”, destaca Evandro. Dos mais de 10 mil itens disponíveis para venda, a Lojas Bonanza anuncia aproximadamente 60 no Olist.

Na comparação entre os canais de venda o Olist também sai em vantagem. “No Mercado Livre a concorrência é acirrada, o que acaba afetando as margens de lucro. E na loja física o custo é muito elevado, prejudicando o resultado final”, pondera.

Conclusão: o que a Lojas Bonanza pode ensinar?

O fato de possuir loja física, vender no Mercado Livre e possuir contrato direto com os marketplaces não tirou a competitividade do Olist como canal de venda para a Lojas Bonanza. Mas, para a estratégia dar certo, algumas práticas foram decisivas para o sucesso:

  • Estoque profissional: para conseguir atender o salto na demanda gerado pela venda em marketplaces, a loja alugou um galpão e reforçou o estoque de produtos. Isso ajudou a reduzir a ociosidade nas vendas, ao mesmo tempo em que garantiu agilidade na logística de preparo e envio das embalagens pelos Correios.
  • Portfólio reduzido de produtos: mesmo possuindo mais de dez mil itens para venda, a Lojas Bonanza apostou na concentração de vendas para garantir um bom desempenho nos marketplaces. Poucos produtos com amplo potencial de vendas garantiram um resultado positivo para o negócio.
  • Qualidade nas fotos e descrições: todos os anúncios feitos pela Lojas Bonanza respeitaram as regras dos marketplaces. As fotos de produtos foram feitas em fundo branco e as descrições e títulos seguiram todas as recomendações, como no exemplo abaixo:
  • Disposição para inovar: mesmo após 30 anos de experiência em lojas físicas, a Lojas Bonanza entendeu que era preciso se adaptar e mudar parte da rotina de vendas para garantir o sucesso nas vendas online. Isso permitiu que a empresa adaptasse processos internos em busca dos melhores resultados.

E você? Quer fazer como a Lojas Bonanza e vender mais? Solicite o contato de um dos nossos consultores e contrate o Olist agora mesmo! E se você quer contar sua história de sucesso com o Olist, envie um email para marketing@olist.com

Fonte original: http://blog.olist.com/case-como-a-lojas-bonanza-vendeu-528-a-mais-em-apenas-3-meses-usando-o-olist/

Encontrou sua resposta?