O e-commerce tem muitas vantagens. Você não precisa de um ponto de venda físico, não precisa contratar vendedores e suas despesas com água e luz, por exemplo, tendem a ser bem menores. Porém, ao escolher vender pela internet, você também assume os riscos do comércio eletrônico, inclusive os financeiros.

Quando o consumidor compra pela internet, ele abre mão do contato com o produto no momento da compra, exigindo mais de sua capacidade de abstração, principalmente para itens de vestuário ou decoração. Essa incerteza atrelada à compra é um risco assumido por você ao escolher vender nos marketplaces.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece o prazo de 7 dias após o recebimento do produto como um período no qual o consumidor pode se arrepender da compra. Entenda esse período como um benefício ao consumidor e à sua loja. Essa segurança que o consumidor tem com o CDC é o que faz com que ele se sinta confortável para comprar pela internet. É importante enxergar a lei como uma peça fundamental do seu motor de vendas nos marketplaces.

Quando o consumidor se arrepende da compra ou quando ele solicita a troca do produto, está exercendo seu direito. Não pode haver nenhuma cobrança por isso. Lembre-se, esse é um risco do seu empreendimento. Conheça quanto as trocas e devoluções representam em seus custos e use isso como um dos elementos para o cálculo do seu preço.

Trocas e devoluções sempre farão parte da sua rotina de venda nos marketplaces. Por que não pensar em como satisfazer o cliente, atendendo essas solicitações rapidamente para que ele volte a comprar?

Encontrou sua resposta?